Published in O especialista
astro cabo verde astro cabo verde

M31, a mais famosa Galáxia no céu de Cabo Verde

Com os olhos postos no céu, sob este palco celestial fantástico, Astro Cabo Verde incentiva-o a “visitar” desta vez uma Galáxia, a mais próxima da nossa, a M31 ou galáxia de Andrómeda.


Neste mês de Outubro, M31 esta bem posicionada para o observador das nossas coordenadas, já que está visível a 17º acima do horizonte nordeste logo ao anoitecer, a partir de sensivelmente 19 horas e 15 minutos de Cabo Verde, e ficará durante toda noite até ao amanhecer para depois desaparece no crepúsculo da manhã em torno de 05horas e 30 minutos, novamente a 17º acima do horizonte, mas desta vez no noroeste.


Com a magnitude 3,5 será difícil distinguir a olho nu, uma vez que o limite do olho humano é de 6, porém num local escuro pode ser detetado a olho nu como uma luz muito ténue, mas com um binóculo mesmo dentro da cidade de baixo da poluição luminosa, vê-se nitidamente a luz difusa.

 


Como Ver


Numa zona com pouca iluminação, ou nenhuma, olhe para o nordeste e localiza a constelação da Cassiopeia, que assemelha a um W, e á direita tenta perceber a constelação do Pégaso que assemelha a um quadrado, mais abaixo do quadrado fica a constelação de andrómeda.

 

Simulação do computador com as coordenadas para ilha do Sal, (serve também para as outras ilhas) mostra como localizar a galáxia de Andrómeda.

 

O que ver:


Para além da sensação de estar a olhar para uma galáxia que inspira a comunidade científica, que fornece muitos dados para o nosso conhecimento do universo, e estar a olhar para o objeto mais longínquo que o olho humano consegue alcançar sem auxílio de equipamento, é fantástico com binóculos perceber o formato da galáxia, o conjunto de estrelas aberto NGC 752, e os mistérios das estrelas circundantes. Com telescópio, pode-se ver facilmente as galáxias satélite M32 e M110, a nebulosa planetária NGC 7662 e a bonita estrela colorida Gamma Almach, mais a baixo, na constelação de Peixe é possível distinguir o planeta Úrano; mas este requer bons conhecimentos.

 

Simulação do computador mostra como será a visão com um binóculo

 

 

No quadro a baixo a posição exata de M31, para o uso do telescópio:

 

Galáxia de Andrómeda, M31, ou NGC 224, é uma galáxia espiral barrada, a mais próxima da Via Láctea, é quase o dobro do diâmetro, tem cerca de 220.00 anos-luz de diâmetro, e faz parte de um grupo de galáxias chamada grupo local, do qual faz parte também a Via Láctea, galáxia do triângulo e cerca de outros 44 galáxias anãs. Tem 2 galáxias satélites M32 e M110.

 

Fotografia do M31, combinação de um telemóvel com um binóculo.

 

 

Conforme a Lei de Hubble, a distância e a velocidade de uma galáxia pode ser determinada medindo o seu desvio de luz para vermelho, ou seja, este desvio (para vermelho) indica que um objeto está em movimento no sentido de afastamento, mas surpreendentemente as medições da M31 indicaram desvio para a luz azul, o que significa aproximação, isto é, a galáxia de Andrómeda está em rota de colisão com a Via Láctea, mas relaxa, isto só acontece daqui a 4 bilhões de anos, e deve levar outros tantos para surtir efeito.

 

Fotografia M31, com uma camara DSRL, na zona do Aeroporto do Sal, onde há bastante iluminação.

 

 

Se a galáxia de Andrómeda tem o dobro do tamanho da nossa galáxia, então tem o dobro de estrelas. E quantas planetas como a Terra deve ter? E vida? Será?

 

 

Foto: Victor Pinheiro, Terry Hancock

Ilustrações: Stellarium

Para mais informações - https://science.nasa.gov/astrophysics/focus-areas/what-are-galaxies/